Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘2009’

The Invention of Lying (2009)

The Invention of Lying (2009)

Tagline: “In a world where everyone only can tell the truth…this guy can lie.”
Gênero: Comédia / Drama / Fantasia
EUA / 99 Min
Nota: 7/10

Estrelando:

–  Ricky Gervais (Night at the Museum 1 e 2, Ghost Town, é o criador de The Office junto com Stephan Merchant, e também do Extras), que escreveu, dirigiu e atua;
Jennifer Garner (a Elektra, 13 Going 30, ela fez aquele seriado Alias e é esposa do Ben Afleck);
Jonah Hill (Superbad, Funny People, Forgetting Sarah Marshall);
Tina Fey (a Sarah Palin e roteirista do SNL , criadora do 30 Rock onde atua como Liz Lemon);
Rob Lowe (ele é o Number 2 enquanto jovem no Austin Powers: The Spy Who Shagged Me e in Goldmember, era o Sam do The West Wing, é o Robert McCallister de Brothers & Sisters);
– e o grande Phillip Seymour Hoffman (Boogie Nights, o mordomo do The Big Lebowiski, e atuou em vários outros filmes como Patch Adams, Magnolia, Almost Famous, The Talented Mr. Ripley, Punch Drunk Love, Capote, The Boat That Rocked).

É a história de um perdedor escritor (Gervais) que vive em um mundo onde todos apenas falam a verdade. Ele é insultado todos os dias por todos, até que em um acontecimento trágico, inventa uma história para confortar um ente querido.

O Ricky Gervais além de um comediante de sucesso, teve em 2007 o podcast mais downlodeado de toda webesfera, o The Ricky Gervais Show (os downloads podem ser feitos nesse link), que inclusive vai virar uma série animada na HBO esse ano.

E pra encerrar sobre o filme, o escritor-diretor-protagonista do filme pouco antes de lançar The Invention of Lying, patrocinou um concurso no site de photoshop contests (entre outros)  worth1000, onde os participantes tiveram que mudar cartazes de outros filmes como eles estivessem falando a verdade.

Você pode checar os cartazes no meu Posterous.

E aqui o vídeo com os escolhidos e o patrocinador analisando os cartazes. Muito bom. 😉

Read Full Post »

High Life (2009)

High Life (2009)

Tagline: “The perfect team…the not-so perfect team.”
Gênero: Comédia / Crime
Canadá / 80 Min
Nota: 5/10

Estrelando:

–  Tymothy Olyphant (ele é o chefe do vilões do Die Hard 4.0 e também um traficante bonzinho em Go aka Vamos Nessa!)
Joe Anderson (ele é o Peter Hook, no Control!);
Stephen Eric McIntyhre, que eu sinceramente não conhecia;
Rossif Sutherland (meio-irmão do protagonista de 24) que eu também não tinha visto atuando antes.

Esse é mais um filme de junkies se borrando com dorgas. Quatro rapazes se juntam para roubar um banco. Um é o equilibrado. Dois é o bobo. Três é o badass. Quatro é o bonito. Engraçadinho. Divirtam-se.

Read Full Post »

The Soloist

The Soloist (2009)

Tagline: “No one changes anything by playing it safe.”
Gênero: Biografia / Drama
EUA / 117 Min
Nota: 6/10

Jamie Foxx (Nathaniel Ayers Jr.) e Robert Downey Jr. (Steve Lopez) dirigidos por John Wright (Pride & Prejudice, Atonement). Baseado em uma história real e no livro de Steve Lopez, “The Soloist: A Lost Dream, An Unlikely Friendship, And The Redemptive Power of Music.

A história de um solista que estudava música na Julliard School (famoso conservatório em NY), desenvolveu esquizofrenia e virou sem-teto e de um jornalista solitário que caça histórias para sua coluna no LA Times.

Read Full Post »

Amsterdam (2009)

Amsterdam (2009)

Gênero: Drama
Holanda / 85 Min
Nota: 5/10

Lembra de Crash? Não tão bom quanto, mas divertido. E é sempre bom ver a formosíssima Marisa Tomei (The Wrestler, Anger Management) na telinha. O filme se passa em Amsterdam (O RLY) e conta uma trama envolvendo um próspero casal  estadounidense, uma working class family alemã, dois amigáveis rasgatangas franceses, uma família de marroquinos e uma típica família holandesa.

Diga-se de passagem que está para estrear Cyrus estrelando Marisa Tomei, Jonah Hill (Superbad, Funny People) e John C. Reilly (Step Brothers, Talladega Nights) esse ano.

Primeiro filme do diretor belga Ivo van Hove. Ele foi eleito o “Melhor Diretor Gringo de Teatro Que Queríamos Que Fosse Um Diretor De Teatro de Nova York” em 2007 por esse ex-jornal online chamado  The Village Voice que encontrei no Internet Archive.

Aqui o artigo:

Best Foreign Theater Director We Wish Was A New York Theater Director – Ivo van Hove

“He directs in New York every few years, but if Ivo van Hove would like to permanently abandon old Amsterdam for the new one, we’d happily dig a few canals to help him feel at home. Head of the Netherlands’ Toneelgroep Amsterdam, the avant-gardist has been a regular guest director at New York Theatre Workshop over the past 10 years. Some of his productions have worked brilliantly (Hedda Gabler), some less so (Alice in Bed), but he’s great at creating a conceptually engaging director’s theater that still serves both the text and the actors (just ask Elizabeth Marvel, so brilliant in van Hove’s Hedda and A Streetcar Named Desire). Absence of “Dutch treat” joke here intentional—van Hove is originally from Belgium.”

Fonte: Aqui

Read Full Post »